Paulada Sonora – Misfits: Dig up her Bones

A paulada sonora de hoje nos traz os caras do Misfits. A música escolhida é a emblemática “Dig up her Bones”, que faz parte do álgum American Psycho, de 1997, que marcou o renascimento da banda.

220px-Misfits_-_Dig_Up_Her_Bones_cover

Dig Up Her Bones

Anything is what she is

Anywhere is where she’s from

Anything is what she’ll be

Anything as long as it’s mine

And the door it opened a way back in

Or is it way back out?

 

Anyplace is where she’ll be

Anyplace she’ll see you from

Lies and secrets become your world

Anytime, anywhere, she takes me away

And death climbs up the steps one by one

To give you the rose that’s been burned by her son

 

(Refrão)

Point me to the sky above

I can’t get there on my own

Walk me to the graveyard

Dig up her bones

 

I have seen the demon’s face

I have heard of her death place

I fall down on my knees

In Praise of the

Horrible things that take her away

And death climbs up the steps one by one

To give you the rose that’s been burned by her son

 

Point me to the sky above

I can’t get there on my own

walk me to the graveyard

Dig up her bones

 

Point me to the sky above

I can’t get there on my own

walk me to the graveyard

Dig up her bones

Desenterre os ossos dela

Qualquer coisa é o que ela é

Qualquer lugar é de onde ela vem

Qualquer coisa é o que ela será

Qualquer coisa o quanto que seja minha

E a porta abre do jeito de trás pra dentro

Ou é um jeito de trás para fora?

 

Qualquer lugar é onde ela estará

Qualquer lugar, ela verá você

Mentiras e segredos envolvem o seu mundo

Qualquer hora, qualquer lugar ela me leve embora

E a morte transpõe as etapas passo a passo

Para dar-lhe a rosa que foi queimada pelo filho dela

 

(Refrão)

Me aponta para o céu

Eu não posso me controlar

Me encaminhe até o cemitério

Desenterre os ossos dela

 

Eu ja vi o rosto do demônio

Eu ja ouvi sobre seu lugar da morte

Cai de joelhos

Em glorificação ao

Coisas horriveis levaram ela pra longe

E a morte transpõe as etapas passo a passo

Para dar-lhe a rosa que foi queimada pelo filho dela

 

Me aponta para o céu

Eu não posso me controlar

Me encaminha até o cemitério

Desenterre os ossos dela

 

Me aponta para o céu

Eu não posso me controlar

Me encaminha até o cemitério

Desenterre os ossos dela